Novo Provedor da SCM Belmonte tomou posse

O novo Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Belmonte quer fortalecer a ligação entre a instituição e outras IPSS do concelho e da região.

José Manuel Caninhas foi empossado no cargo, na sequência do acto eleitoral que decorreu no passado mês de Dezembro, e definiu quatro grandes linhas de actuação para concretizar até final do mandato. “É nossa pretensão proceder à consolidação financeira da instituição e melhorar o serviço prestado pelas suas valências; outra das prioridades é a procura de processos inovadores que transformem a misericórdia de Belmonte numa instituição de qualidade e referência de modo a dar mais e melhores respostas àqueles que dependem de nós. Para além disso temos que caminhar para a modernização de processos, aproveitando os recursos que o nosso país tem à disposição através do «Portugal 20 20» e das verbas colocadas à disposição das instituições da economia solidária e também queremos fortalecer as parcerias já existentes e procurar outras novas quem com entidades do município mas também da nossa região; nós e as outras instituições não somos concorrentes mas sim parceiros”.

Na cerimónia de tomada de posse dos novos órgãos sociais, José Manuel Caninhas afirmou ainda que a misericórdia de Belmonte necessita de procurar respostas cada vez mais humanizadas “à gasta crise económica acresce uma crise de afectos e é nestes momentos que a importância destas organizações cresce e com o devido respeito por todas as IPSS permitam-me que observe que as misericórdias são instituições diferentes que, para além de cuidarem das necessidades corporais, tem presente um espírito cristão que está na base da sua criação e lhes dá alma. Assim, o mais brevemente possível, vamos repor o funcionamento da capela na nossa instituição para proporcionar aos nossos utentes, seus familiares e também aos nossos colaboradores um espaço onde possam exercer o culto”:

O novo provedor da misericórdia não perdeu a oportunidade de endereçar ainda uma mensagem para as estruturas sindicais representativas dos trabalhadores da instituição “a partir de hoje passam a ser nossos parceiros e serão sempre nossos convidados. O respeito pelos direitos dos trabalhadores e das suas condições de trabalho coloca-nos do mesmo lado e não em lados opostos”.

Um processo eleitoral que ditou o regresso de António Dias Rocha à presidência da assembleia geral da instituição, depois de quatro anos de ausência. O também presidente da Câmara Municipal promete ter uma postura dialogante e de apoio à mesa administrativa à semelhança do que sucedeu com os anteriores órgãos “posso aqui dizer que nos últimos dois anos entre protocolos, subsídios e obras a câmara municipal apoiou financeiramente esta instituição em cerca de 220 mil euros para além da doação de um terreno avaliado em 130 mil euros. Fica assim claro que não houve da minha parte nenhum entrave ao saneamento financeiro desta casa nem ao projecto que foi definido pelos anteriores responsáveis. Pessoalmente mantenho a minha disponibilidade a esta casa e como autarca continuarei atento aos novos projectos e, dentro dos limites permitidos, a câmara vai continuar a apoiar esta instituição”

José Manuel Caninhas foi eleito no passado dia 17 de Dezembro, Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Belmonte. A única lista que se apresentou a sufrágio obteve 64 votos contra nove votos brancos e seis votos nulos. Num universo de 105 irmãos, 79 exerceram o seu direito ao voto. A cerimónia de tomada de posse dos novos órgãos sociais da Santa Casa da Misericórdia decorreu no passado domingo na vila de Belmonte. António Dias Rocha foi eleito presidente da Mesa da Assembleia-Geral e João Lucas Paiva no Definitório.