Suspenso encerramento do balcão da CGD no Teixoso

O presidente da Câmara Municipal da Covilhã recebeu a garantia por parte da Administração de que a decisão de encerrar a dependência bancária fica suspensa.

O Presidente da Câmara Municipal da Covilhã reuniu esta semana com o novo Conselho de Administração da Caixa Geral de Depósitos (CGD). O encontro serviu para discutir o futuro da agência do banco no Teixoso e "reafirmar a necessidade de manter o banco público ao serviço destas populações".

Da reunião "saiu a garantia por parte da Administração de que a decisão de encerrar a dependência bancária fica suspensa. Os administradores da CGD comprometeram-se a reavaliar este caso, no âmbito da reestruturação já anunciada no banco público", refere a Câmara da Covilhã, em comunicado.

Para Vítor Pereira, as “populações têm de continuar a ter acesso a um banco com as características da CGD”. O autarca da Covilhã sublinha que “a delegação do Teixoso serve uma população envelhecida e pouco familiarizada com as novas tecnologias, por isso faz parte do serviço público ir ao encontro das necessidades das pessoas”.

O autarca concluiu que a administração da Caixa se “mostrou sensível aos nossos argumentos sobre a manutenção da agência bancária, ainda que possa funcionar noutros moldes”. Nesse sentido, "ficou agendada uma reunião na Covilhã na qual o administrador da CGD responsável por esta área irá propor ao presidente da Câmara uma solução para a dependência bancária do Teixoso".

Convento Belmonte

Convento de Belmonte

Radio Caria no Facebook

Radio Caria. Todos os direitos reservados.