237 idosos vivem sozinhos e isolados no distrito de Castelo Branco

A Guarda Nacional Republicana (GNR) realizou, durante todo o mês de Março e em todo o território nacional, mais uma edição dos “Censos Sénior”, que visa identificar a população idosa que vive sozinha e/ou isolada, com o objectivo de "actualizar os registos das edições anteriores e identificar novas situações".

Na Operação “Censos Sénior 2017” o distrito de Castelo Branco surge no 10º lugar, com 2410 idosos sinalizados, dos quais 1664 vivem sozinhos, 268 vivem isolados e, mais preocupante ainda, 237 vivem sozinhos e isolados.

A Guarda é o distrito do país com mais idosos a viver sozinhos ou isolados, com um total de 3.932 idosos, seguindo-se os distritos de Viseu e Beja. Em termos gerais, a Guarda Nacional Republicana sinalizou este ano 45.516 idosos a viver sozinhos ou isolados em todo o País, mais 2.194 do que na operação “Censos Sénior” realizada em 2016.

Desde o ano de 2011, ano que foi realizada a primeira edição da Operação Censos Sénior, que "têm sido sinalizados cada vez mais idosos a viverem sozinhos e/ou isolados. Estes dados não reflectem um aumento do número de idosos a viverem nestas situações, mas sim o facto dos censos sénior se constituírem como uma base de dados geográfica cada vez mais completa, potenciando assim um melhor apoio da GNR à população idosa", refere a Guarda Nacional Republicana.

 

Convento Belmonte

Convento de Belmonte

Radio Caria no Facebook