Prisão preventiva para presumível incendiária

A mulher suspeita de atear o incêndio florestal que deflagrou no passado domingo em Vale Coelheiro, na freguesia de Santo André das Tojeiras, no concelho e distrito de Castelo Branco, e que afectou também o concelho de Vila Velha de Ródão, ficou em prisão preventiva.

A mulher, com 50 anos de idade e doméstica, foi detida pela Directoria do Centro da Polícia Judiciária, com a colaboração da Guarda Nacional Republicana, por suspeita de “um crime de incêndio florestal em terreno povoado por pasto seco e pinheiros, com utilização de isqueiro”.

Depois de ouvida em primeiro interrogatório judicial para lhe serem aplicadas medidas de coação, a mulher ficou em prisão preventiva. Este ano a Polícia Judiciária já identificou e deteve 41 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.

Convento Belmonte

Convento de Belmonte

Radio Caria no Facebook

Radio Caria. Todos os direitos reservados.