Incêndio dominado na Serra da Gardunha

Está dominado o incêndio que lavra desde a madrugada do passado domingo, entre os concelhos de Castelo Branco e do Fundão.

De acordo com o site da Autoridade Nacional de Protecção Civil (11h30), estavam no “teatro de operações”, 464 operacionais com 128 viaturas, apoiados por cinco meios aéreos.

Recordo-lhe que nos últimos dias, foram accionados os Grupos de Reforço para Incêndios Florestais (GRIF) da Guarda, Leiria, Lisboa, Viseu e Portalegre e o Grupo de Reforço para Ataque Ampliado (GRUATA) da Força Especial de Bombeiros (FEB).

Na sequência deste fogo, na passada segunda-feira, dois civis sofreram queimaduras e uma bombeira ferimentos ligeiros. Já na madrugada de ontem um acidente com um veículo dos Bombeiros do Fundão provocou quatro feridos ligeiros. A Câmara Municipal do Fundão, ao princípio da noite de segunda-feira, accionou o Plano de Emergência Municipal, o mesmo aconteceu ontem com a Câmara Municipal de Castelo Branco a activar também o Plano de Emergência Municipal.

Este incêndio começou na localidade de Louriçal do Campo, concelho de Castelo Branco, às 1h27 de domingo, e, entretanto, progrediu para o concelho do Fundão, onde entrou cerca das 17h00 do mesmo dia, tendo passado por várias freguesias da encosta da Serra da Gardunha. O fogo condicionou e levou ao corte de várias estradas, entre as quais a Auto-estrada da Beira Interior. A esta hora, segundo a Autoridade Nacional de Protecção Civil, não há qualquer condicionamento de trânsito.

Mais a Sul do distrito de Castelo Branco, no concelho de Vila de Rei estão no combate ás chamas 517 operacionais com 142 viaturas, apoiados por quatro meios aéreos num fogo que lavra com uma frente activa. O Plano Municipal de Emergência de Protecção Civil de Vila de Rei foi accionado.

Convento Belmonte

Convento de Belmonte

Radio Caria no Facebook