Sede da CIM na Guarda liderada pelos autarcas de Seia e Gouveia

Terminou o impasse sobre o futuro da Comunidade Intermunicipal (CIM) das Beiras e Serra da Estrela.

A sede continuará na Guarda e a presidência manter-se-á rotativa. A novidade é que será exercida por dois presidentes de Câmara do distrito da Guarda: o socialista Carlos Filipe Camelo, de Seia, irá liderar em 2018 e 2019; e o social-democrata Luís Tadeu, de Gouveia, irá suceder-lhe em 2020 e 2021.

A notícia é avançada pela Rádio altitude que refere que "várias fontes ligadas ao processo confirmam que estas decisões foram tomadas nos últimos dias, em encontros informais dos autarcas, tendo sido objecto de consenso" para serem ratificadas na reunião do Conselho Intermunicipal, marcada para o próximo dia 20.

Recordar que no primeiro mandato, que teve início em 2013, a presidência foi dividida por Vítor Pereira (presidente da Câmara da Covilhã, do PS) e por Paulo Fernandes (presidente da Câmara do Fundão, do PSD).

Quanto à sede, terá sido unânime a opção pela continuidade na Guarda. Será neste mandato que os serviços da CIM passarão a ocupar o edifício dos antigos Paços do Concelho, na Praça Luís de Camões, onde também ficará instalado o Solar dos Sabores, que será uma espécie de "montra" dos quinze concelhos que integram a Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela.

Convento Belmonte

Convento de Belmonte

Radio Caria no Facebook