Delegada sindical chega a acordo com empresa Lanifato

A delegada sindical despedida pela empresa Lanifato, em Belmonte, aceitou ouvir a proposta da empresa, “tendo deixado claro que qualquer acordo teria de passar pelo reconhecimento da ilicitude do despedimento por parte da empresa e o pagamento da indemnização.”

No passado dia 27 de Junho, no dia do julgamento no Tribunal de Trabalho da Covilhã, "a advogada da empresa Lanifato em Belmonte, contactou o advogado do Sindicato dos Têxteis da Beira Baixa para lhe propor um acordo que evitasse o julgamento". O Sindicato Têxtil da Beira Baixa (STBB) afirma em comunicado que, "após algum tempo de discussão, a empresa aceitou integralmente a posição da trabalhadora, propondo apenas que o pagamento da indemnização fosse efectuado em 12 prestações, prazo que a trabalhadora aceitou".

Assim, o STBB afirma que a empresa Lanifato "reconhece ilicitude do despedimento da delegada sindical e paga indemnização. Um desfecho muito importante para o movimento sindical e ainda mais para as trabalhadoras da Lanifato que assim podem ganhar esperança e confiança na luta que travam pela sua dignidade de trabalhadoras.”

No referido comunicado, o STBB recorda ainda que "o sindicato não deixará de estar presente na empresa, já que a eleição de novas delegadas que substituam a trabalhadora despedida se encontra em curso e com boas perspectivas de êxito".

A finalizar o STBB afirma que "com este acordo fica uma vez mais demonstrado que a direcção do Sindicato Têxtil da Beira Baixa privilegia a solução dos problemas e dos conflitos pela via da negociação, estando por isso disponível para contribuir para a normalização das relações laborais nesta e em todas as empresas, num quadro de respeito pela dignidade e direitos dos trabalhadores".

Radio Cario no Facebbok

Convento Belmonte

Convento de Belmonte