Provedor desafia Câmara de Belmonte para criação de uma Unidade Móvel de Saúde

A Santa Casa da Misericórdia de Belmonte assinou esta semana um protocolo de cooperação com a Mutualista Covilhanense.

"Um protocolo de âmbito inter-concelhio, que prevê uma cooperação entre as duas instituições que visa explorar e promover sinergias para a conjugação de acções e projectos na área social". O protocolo prevê a partilha de parcerias, experiências e equipamentos, bem como, entre outros, o acesso a consultas de clínica geral e medicina dentária e aos serviços de enfermagem com condições especiais.

O presidente da Mutualista Covilhanense, Nelson Silva, não tem dúvidas, de que "este acordo vai de encontro ás necessidades das duas instituições", ao serviço das populações. "Um protocolo focado no futuro com um impacto grande na comunidade, numa clara missão social". O provedor da Santa Casa da Misericórdia de Belmonte destacou também a importância deste protocolo "o inicio de uma parceria que se espera forte e duradoura". José Manuel Caninhas aproveitou para lançar dois desafios à Câmara de Belmonte que passam "pela elaboração de um plano geriátrico e a implementação da Unidade Móvel de Saúde" no concelho de Belmonte.

Perante os desafios, o presidente da Câmara de Belmonte disse que "o principal desafio é de fazer mais alguma coisa em termos sociais". A Câmara Municipal de Belmonte mostra-se disponível para apoiar os projectos e ideias que resultam deste protocolo de cooperação assinado na vila de Belmonte entre a Santa Casa da Misericórdia e a Mutualista Covilhanense.

Quando tomou posse do cargo em Janeiro de 2016, o Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Belmonte, José Manuel Caninhas disse que pretendia "fortalecer a ligação entre a instituição e outras IPSS do concelho e da região, e procurar respostas cada vez mais humanizadas", e pelos vistos está a cumprir essa pretensão.

Radio Cario no Facebbok

Convento Belmonte

Convento de Belmonte