"Ser Solidário" na UBI

A Universidade da Beira Interior (UBI) criou um programa que pretende dar “uma resposta mais eficaz e abrangente” na concessão de apoios sociais aos estudantes e a outros elementos da academia.

“Este plano é constituído por três vertentes: Fundo Solidário, Loja Solidária e Banco de Solidariedade, que surgem para prevenir e resolver problemas sociais, promovendo a equidade social, bem como o sucesso escolar mediante a diminuição do abandono por razões de cariz económico e social”, anunciou a UBI em nota de imprensa.

"As três ferramentas do programa compreendem o acolhimento de donativos financeiros (constituição do Fundo Solidário), de bens usados ou novos que sejam doados por particulares, empresas ou outras organizações (para a Loja Solidária) e tempo de colaboração em actividades de cariz social (Banco de Solidariedade)”.

Estas valências destinam-se aos estudantes e a outros elementos da UBI que cumpram as condições de elegibilidade e se encontrem em situação de vulnerabilidade económica e social, como a incapacidade de custear propinas, alojamento, alimentação e bens materiais essenciais à sua subsistência e desempenho académico, sendo que o “Ser Solidário” prevê a atribuição de apoios financeiros ou bens essenciais.

De acordo com a informação, a adesão ao programa pressupõe a participação do aluno em actividades de cariz social, no Banco de Solidariedade, que é um espaço virtual que acolhe colaboradores da UBI para desenvolvimento de acções de cariz social, como por exemplo integrar uma equipa para angariação de donativos e recolha de bens materiais ou integrar uma rede de mentores para alunos com dificuldades de aprendizagem.

A UBI especifica ainda que o “Ser Solidário” é uma ferramenta que se junta ao Fundo de Apoio Social, disponível para os estudantes há vários anos, e que reforça a intenção da UBI de se tornar uma referência no domínio da responsabilidade social.

Radio Cario no Facebbok

Convento Belmonte

Convento de Belmonte