"Concretização urgente do regadio da Cova da Beira"

https://scontent.fopo1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/48391259_2271432982908930_5625724163470655488_n.png?_nc_cat=101&_nc_ht=scontent.fopo1-1.fna&oh=173aaf0160d7a712fefa4a196f5d9f81&oe=5C90CBC1

A Associação Distrital dos Agricultores de Castelo Branco, realizou esta segunda-feira, uma Assembleia Geral onde foi aprovado por unanimidade o Plano de Actividades e Orçamento para o ano de 2019.

O Estatuto da agricultura familiar e os problemas da comercialização a preços compensatório dos produtos agrícolas são temas que vão dominar a actividade da Associação Distrital dos Agricultores de Castelo Branco no próximo ano. Destaca-se ainda o apoio técnico dirigido aos agricultores, nomeadamente no âmbito dos subsídios agrícolas, registo de animais e legalização das explorações pecuárias, medições de terrenos, formação profissional, e aconselhamento agrícola e florestal.

Os agricultores presentes nesta reunião magna, aprovaram também por unanimidade uma moção a reclamar verbas públicas para a concretização urgente do regadio da Cova da Beira. A Associação Distrital dos Agricultores de Castelo Branco reclama também que o regadio da Cova da Beira abranja novas zonas, designadamente a Gramenesa e a margem direita do Rio Zêzere.