Padre Alves Brás homenageado na Covilhã

Monsenhor Joaquim Alves Brás vai ser homenageado na cidade da Covilhã, no dia 20 deste mês.

Coincidindo com o Dia Internacional da Felicidade, a homenagem a este ilustre Homem de Deus nascido em Casegas em 1899 e falecido em 1966, vai contar com intervenções sobre a vida e obra do Monsenhor Alves Brás por parte de: Monsenhor Arnaldo Pinto Cardoso, Postulador da Causa da Canonização; Dr.ª Maria Alice Cardoso, Coordenadora Geral do Instituto Secular das Cooperadoras da Família e de D. Manuel da Rocha Felício, Bispo da Guarda. A EPABI vai acompanhar a cerimónia com pontuais momentos musicais.

Monsenhor Joaquim Alves Brás fundou em 1931 a Obra de Santa Zita e em 1933 o Instituto Secular das Cooperadoras da Família. Em 1958 o Padre Brás é nomeado Camareiro Secreto do Papa Pio XII, com o
título de Monsenhor. Funda ainda, nos anos 60 do século passado, o Movimento por um Lar Cristão, o Jornal da Família e os Centros de Cooperação Familiar.

Após a sua morte em 1966, é introduzido o seu Processo de Canonização, em 1990, e em 2008, o Papa Bento XVI
declara-o Venerável pela Heroicidade das suas virtudes. Milhares de pessoas beneficiam e utilizam os diversos equipamentos que a Obra Social criada pelo Padre Alves Brás foi espalhando pelo país, mas também, em Espanha, Itália, Brasil e Angola.

Radio Cario no Facebbok

Convento Belmonte

Convento de Belmonte