Conselho Municipal de Segurança

https://scontent.flis5-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/56275949_2425423910843169_6321235842941583360_n.jpg?_nc_cat=108&_nc_ht=scontent.flis5-1.fna&oh=1549a62b8b203b029296fbffba9daf06&oe=5D10FD3C

Tomaram posse os membros do Conselho Municipal de Segurança da Covilhã, entidade de âmbito municipal com funções de natureza consultiva, de articulação, coordenação, informação e cooperação na área da segurança.

O Conselho Municipal de Segurança é composto pelos seguintes membros: Presidente da Câmara Municipal ou o vereador com competência delegada; Vereador responsável pelo acompanhamento das questões de segurança, ou outro vereador indicado pelo presidente da câmara, caso seja este o responsável por esta área; Presidente da Assembleia Municipal; os 21 presidentes das juntas de freguesia; um representante do ministério público da comarca; Comandante da PSP; Comandante da GNR; Responsável pelos serviços municipais de protecção civil; Comandante dos Bombeiros Voluntários da Covilhã; representantes das entidades com actividade no sector de apoio social, cultural e desportivo, em número a definir (tomarão posse posteriormente); um representante dos estabelecimentos de ensino público e um representante dos estabelecimentos de ensino particular e cooperativo que operem no território do município (tomarão posse posteriormente); um representante dos sectores económicos com maior representatividade, a designar nos termos do regulamento do conselho (tomarão posse posteriormente); um representante das estruturas integrantes da rede nacional de apoio às vítimas de violência doméstica situadas no município.

O Presidente do Município, Vítor Pereira, apontou o Conselho como “um importante instrumento que vai contribuir para aprofundar o conhecimento da situação da segurança na área do município. As entidades que o constituem poderão formular propostas, debater, aprovar pareceres e promover a participação dos cidadãos, sempre com o objectivo de resolver ou prevenir problemas que dizem respeito à vida e segurança de todos”.