Resiestrela com novo parque

https://scontent.fopo1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/58373486_2452552281463665_8095604149950873600_n.png?_nc_cat=108&_nc_ht=scontent.fopo1-1.fna&oh=9acf4d3b4d55cd668b29387e6776760d&oe=5D445A63

A empresa Resiestrela concretizou um investimento de cerca de um milhão e 100 mil euros, na implementação de um novo Parque de Maturação de Resíduos Urbanos Biodegradáveis (RUB).

Com este investimento, a empresa sediada no concelho do Fundão, pretende reduzir a deposição de Resíduos Urbanos Biodegradáveis em aterro, através de aumento da capacidade de Tratamento Mecânico e Biológico existente, por forma a cumprir as metas estabelecidas pelo Plano Estratégico para os Resíduos Urbanos (PERSU) até 2020.

Assim, a construção de um parque de tratamento biológico (maturação) coberto, veio ampliar a área de maturação existente no Centro de Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos do Fundão, bem como a aquisição de equipamento volteador de pilhas de material orgânico. Será assim garantido o tratamento adicional de 10 mil toneladas de Resíduos Urbanos Biodegradáveis, com vista à obtenção de um composto orgânico de qualidade e em cumprimento da legislação inerente às matérias fertilizantes.

Com este investimento, a Resiestrela irá promover a valorização da totalidade dos RUB recepcionados, evitando que parte da matéria orgânica presente nestes resíduos, tenha como destino o aterro sanitário. Este investimento encontra-se integrado numa candidatura aprovada pelo Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, financiada em 85%.

Radio Cario no Facebbok

Convento Belmonte

Convento de Belmonte