Confirma-se: Lisboa e Porto vão “roubar” deputados à Guarda e a Viseu

https://scontent.fopo1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-0/s261x260/68295124_2653614471357444_2090162322977849344_n.png?_nc_cat=102&_nc_oc=AQnat43ivZ7ske2okrZtnh1xmkfytAP6nBluyhU_hkY8OyrqmxLBgT0covUH-Vbqo2gMWjtNxDdUKLg--kQFvjCa&_nc_ht=scontent.fopo1-1.fna&oh=0008909feec93f92d07f654a97587987&oe=5DCBA868

A Comissão Nacional de Eleições publicou o mapa da distribuição dos deputados a eleger nas legislativas de 06 de Outubro. Devido à oscilação do número de eleitores, há novamente mexidas.

O Círculo Eleitoral de Castelo Branco mantém os quatro deputados mas o vizinho distrito da Guarda perde um deputado, passando a contar com apenas três representantes na Assembleia da República.

O círculo da Guarda chegou a ter seis deputados, na Assembleia Constituinte eleita em 1975 e nas eleições legislativas de 1976. A partir de 1979 contou com cinco representantes, número que se manteve até à redução de 250 para 230 deputados. Em 1991 elegeu pela primeira vez quatro parlamentares. E em 2019 passa a ter três deputados.

O distrito da Guarda mantém-se acima dos 150 mil eleitores (151.557) mas isso não impediu a perda de um deputado para o círculo do Porto, que agora elegerá 40. Viseu, que tinha nove eleitos, também perde um para Lisboa. O círculo da capital reforça a representação, com 48 deputados.

O terceiro maior é o de Braga, com 19, seguido do de Setúbal com 18. Aveiro tem 16 e Leiria elege 10. Os círculos de Coimbra, Faro e Santarém têm nove cada um. Viana do Castelo tem seis parlamentares, Vila Real tem cinco e Castelo Branco quatro. Os distritos de Bragança, Beja e Évora elegem três deputados, e Portalegre dois parlamentares.

Radio Cario no Facebbok

Convento Belmonte

Convento de Belmonte