Belmonte com segundo melhor índice de fecundidade do País

Por incrível que pareça, o município de Belmonte surge logo a seguir a Lisboa, com um valor de 1.93, e muito acima dos restantes concelhos da região que têm um índice de fecundidade muito baixo, sendo que em quase todos, as mulheres têm em média menos de um filho ao longo da vida.

Desde 1982 que Portugal tem um índice sintético de fecundidade inferior ao nível mínimo (2,1) avaliado pelos especialistas como “suficiente” para as gerações subsistirem. Apenas o concelho de Lisboa supera esse valor, apresentando um índice de fecundidade correspondente a 2,2.

Os dados foram divulgados pelo jornal “O Interior”. Este bom resultado obtido pelo município de Belmonte deve-se, em parte, aos apoios que a Câmara Municipal tem vindo a implementar para incentivar as famílias a terem mais filhos. “Nascer no concelho de Belmonte” é uma das medidas adoptadas pela autarquia e que consiste na atribuição de um subsídio, no valor de 100 euros, por cada nascimento.

Em declarações ao referido jornal, o presidente da Câmara de Belmonte afirma que "a autarquia dá ainda apoio às famílias para o primeiro enxoval, sendo que esta ajuda é atribuída numa prestação única e existem três escalões de acordo com os rendimentos das famílias em termos fiscais e sociais".

Para António Dias Rocha, "as famílias estão a apostar em ter mais filhos por se sentirem mais seguras e por terem noção de que há o mínimo de condições para criar e educar os seus filhos no concelho de Belmonte". Quanto ao futuro, o autarca espera que este valor "se mantenha ou que possa vir a subir", sublinhando que "se isso acontecer é sinal que as famílias continuam a acreditar nas potencialidades do concelho".

Convento Belmonte

Convento de Belmonte

Radio Caria no Facebook

Radio Caria. Todos os direitos reservados.