Bombeiros garantem socorro a 100%, mas não reportam ocorrências ao CDOS

Desde o passado domingo, os Bombeiros do distrito de Castelo Branco não transmitem dados para o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS), e "neste momento todos os Corpos de Bombeiros aderiram a esta manifestação de desagrado".

Os responsáveis pelos Bombeiros do distrito de Castelo Branco, "são pessoas responsáveis, conhecedores da legalidade e sabedores da missão que têm entre mãos e jamais colocariam em causa a segurança dos nossos concidadãos. Os Bombeiros Voluntários são merecedores do respeito de todos, nomeadamente daqueles que definem a lei em Portugal e que exercem o poder legislativo".

Em comunicado, a Federação dos Bombeiros do Distrito de Castelo Branco, que integra as 12 corporações do distrito, acrescenta que "os bombeiros estão neste momento conturbado em alinhamento com o que é a posição da Liga dos Bombeiros Portugueses, aliás única representante dos Bombeiros Voluntários portugueses".

Desde sempre, que os Bombeiros Voluntários "são o principal agente de protecção civil, que garante cerca de 98% da actividade de socorro em Portugal. Após muitos meses de negociação, o governo decidiu sem consultar o seu “parceiro” no socorro, promulgar e propor a promulgação de legislação que é no nosso entender altamente prejudicial para o socorro, como o conhecemos hoje em dia".

A título de exemplo, a proposta de “partir” o distrito nas Comunidades Intermunicipais irá criar "a divisão entre os diversos corpos de bombeiros, ficando inclusive a comunidade mais pequena do país, apenas seis corpos de bombeiros, no distrito de Castelo Branco".

Os Bombeiros Portugueses exigem "respeito, e apenas pedem exactamente isso ao governo português, através da criação de uma Direcção Nacional de Bombeiros autónoma da Autoridade Nacional de protecção Civil, um Comando próprio, à semelhança do que existe em todas as forças que concorrem para o socorro em Portugal, um Cartão Social do Bombeiro, onde estarão definidos benefícios para os que diariamente, de forma voluntária, engrossam a fileira dos bombeiros".

A Federação dos Bombeiros do Distrito de Castelo Branco reforça que "a manutenção do socorro é inquestionável, por exemplo, nas últimas 19 horas, no distrito de Castelo Branco, os Bombeiros Voluntários responderam a 17 emergências pré-hospitalares, 121 deslocações para transporte de doentes, estiveram envolvidos 276 operacionais, 138 veículos".

Radio Cario no Facebbok

Convento Belmonte

Convento de Belmonte